SEO para Empresas - Criação e Otimização de Sites, WebMarketing

SEO: como deixar seu site melhor ranqueado no Google

[slideshow]

Do grande aglomerado de sites que resultam de uma busca no Google, sempre há um endereço que aparece no topo da lista. Mas como aquele site específico foi parar lá? A atividade de “puxar” um website para cima na lista de resultados é chamada de SEO (Search Engine Optimization, “otimização para buscadores”, em português), e é um serviço oferecido por empresas especializadas para quem quer fazer seu site vencer a corrida dos buscadores.
“Não existe uma fórmula certa. Se existisse, estaríamos todos no topo”, brinca Fábio Laba Moreira, diretor da empresa de criação e gerenciamento de sites Labasoft. “Quando o internauta vê um site, ele vê as imagens, o menu, as informações visuais. Mas quando o Google vê, o que acontece é um diálogo entre sistemas, o buscador lê o código que foi escrito internamente no site”, explica ele. Assim, o SEO cria uma estrutura para que os serviços de busca consigam entender melhor o site do cliente.
Repetição de termos ajuda a “subir” o site
Moreira afirma que a repetição de palavras e expressões no conteúdo do site ajuda a deixar o portal melhor indexado nas buscas. O site de uma creche na Tijuca, no Rio de Janeiro, por exemplo, deve ter as palavras pelas quais gostaria de ser identificado espalhadas pelo site, como “creche”, “Tijuca” e “educação infantil”. A localização dos termos também tem relevância: se as palavras estiverem no nome do site ou nos títulos dos posts, e não apenas no conteúdo, maior as chances do endereço subir na lista do Google.
O código HTML também faz diferença. No código do site deve haver palavras chaves, tags, descrição e título da página. “Para saber se um portal usa um serviço de SEO, é só ver o código da fonte, checar se ele foi bem estruturado”, afirma Moreira.
Valorize o uso de palavras, não apenas imagens

Outra dica é priorizar as palavras, e não as imagens, na construção do site. Se o dono do site optar, por exemplo, em fazer um menu com fotos, o Google não conseguirá entender o significado da imagem. É preciso colocar uma descrição da imagem no código HTML, para que o serviço de busca possa lê-la e indexá-la.
A valorização das palavras também facilita a repetição dos termos. “Se você tem um site de um restaurante, não coloque só uma foto do cardápio”, aconselha Moreira. “Escreva as opções, faça pequenas descrições dos pratos”. Assim, o dono do site consegue aumentar o fluxo de palavras que podem levar ao endereço.
Conteúdo ainda é o mais importante

As técnicas de SEO não fazem milagre. O conteúdo do site ainda é a parte mais fundamental e decisiva do seu ranqueamento nos serviços de busca. “Se os internautas entrarem em um site e ficarem pouco tempo, não clicarem em nada, o Google entende isso como uma rejeição”, Moreira informa. Quanto maior a rejeição, menor é a chance de que o site consiga figurar entre os primeiros resultados da busca. “Então, o SEO é um trabalho sem fim de produção e otimização de conteúdo”, afirma.
O investimento em conteúdo no site nunca será desperdiçado: em textos sobre o assunto que o portal se propõe, as palavras e tags necessárias para o ranqueamento no Google se repetirão naturalmente. “Aposte em conteúdos eficientes na internet, que deem informação ao cliente, que o levem de um link para o outro”, o diretor aconselha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Voltar ao topo